Posts from the ‘Vídeos SLB’ Category

“Vídeo do século” – apito vermelho

Realizado por “bestoffutebol”.

1ª parte

2ª parte

3ª parte

4ª parte

Futebol Nacional – 1992/1993

Uma série de vídeos que resumem a época de 1992/1993 narrados por Gabriel Alves.

Introdução

FC PORTO

Uma equipa onde brilhava Vitor Baía, Timofte, João Pinto, Domingos e Kostadinov. Comandado pelo técnico brasileiro Carlos Alberto Silva. Não perdeu nenhum jogo com Sporting e Benfica. Foi a época da célebre derrota em casa com o FC Famalicão, num jogo onde fez mais de 40 remates! O FC Porto sagrou-se campeão nacional.

SPORTING + BENFICA

Um Sporting comandado por Bobby Robson, tendo como adjunto José Mourinho. Teve o melhor marcador do campeonato: Jorge Cadete. Cherbakov marcou o considerado golo do ano, após fantástico remate de primeira fora da área. Balakov era outra das figuras da equipa a par de Yordanov.

No Benfica tivemos a contratação de Paulo Futre, que no entanto esteve longe de brilhar como tinha feito anos antes no FC Porto. Rui Águas era uma das referências no eixo de ataque benfiquista.  Tal como João Vieira Pinto, que no ano seguinte faria uma época em grande nível. Toni assumiu a liderança da equipa à 10ª jornada.

BOAVISTA + MARÍTIMO

O Boavista acabou a época em 4º lugar orientado por Manuel José. Tinha em Artur uma das grandes figuras da equipa. Jogador que mais tarde iria ser transferido para o FC Porto. Ricky continuava a ser um dos nomes sonantes do conjunto axedrezado.

O Marítimo ficou em 5º lugar, a sua melhor classificação de sempre. Paulo Autuori era o treinador dos madeirenses. Um equipa de ataque e que dava espectáculo. Ademir era uma das figuras, tal como Edmilson e Jorge Andrade – melhor marcador da equipa.

FAMALICÃO – SALGUEIROS + ESTORIL + BEIRA-MAR

O Famalicão foi a única a vencer nas Antas com um golo de Vieira. Venceu em casa o Benfica com um golo do defesa central Freitas. O melhor marcador da equipa foi Mitharsky. O treinador era José Romão.

Benfica – Marselha (20 anos depois..)

As putas pagas pelo SLB no SLB-Marselha de 1990

ANTÓNIO BORONHA escreveu no seu blog uma estória, recordando a visita do Marselha há 20 anos a trás e a sua experiência vivida no camarote da Luz e no pós-jogo, onde foi testemunha de um encontro de 1º grau entre a equipa de arbitragem, César Correia, Alder Dante, 1  FUNCIONÁRIO DO BENFICA e uma PROSTITUTA.

Conta-nos assim:

Quinta-feira, Março 11, 2010

estórias da bola quarenta e um

A propósito da partida desta noite entre o ‘benfica’ e o ‘marselha’ estou farto de ouvir gente, alguns nem nascidos eram, falar de uma outra, entre os mesmos intervenientes realizada na primavera de 1990.

Ora acontece que eu, na altura ‘presidente’ de um clube que (já) liderava isolado a ‘zona sul’ da 2ª. divisão, o ‘farense’, acabei por ter tido uma relação um pouco estranha e absolutamente casual com tudo o que se passou nessa noite, no velho ‘estádio da luz’.

Várias peças soltas e desirmanadas que se juntaram, num espaço de horas entre o início da noite e as 4 da manhã, acabando por formar um mosaico, para mim, inesquecível.

Primeiros os elementos isolados:

– por intermédio de álvaro braga júnior, hoje presidente do ‘boavista’ e à época ‘director desportivo’ do ‘farense’ – sim! a partir de finais de ’80’ o ‘farense’ tinha na sua orgânica o cargo de ‘dd’! – eu era talvez uma das poucas pessoas no país que já tinha chegado à fala com o árbitro indicado para a partida, o belga marcel langenhove;

– fui convidado para assistir ao prélio, acompanhado de um v/p do meu clube, luís baptista mais tarde presidente da ‘arbitragem’, no camarote presidencial do ‘benfica’. remeteram-nos para a zona dos não afectos às cores da casa onde desfrutei da companhia do então presidente do ‘sporting’, josé de sousa cintra, e meia dúzia de pessoas ligadas ao ‘marselha’,  elementos da embaixada de ‘frança’, julgo;

– festejei, moderadamente, o golo de vata no meio da enorme euforia que se vivia naquelas paragens, excepção feita aos ‘franciús’ e…ao zé sousa cintra que arrepanhava os (poucos) cabelos que tinha, perguntando-se, ‘como é que tinha sido possível tamanha injustiça?…a do ‘benfica’ ir à final da ‘champions’!!!;

– terminado o jogo, eu e o luís, resolvemos ir à ‘baixa’ comer qualquer coisa tendo durante o percurso ouvido no rádio do carro que o golo do ‘benfica’ tinha sido marcado com a mão, como, diziam, as imagens televisivas mostravam. foi a primeira vez que tomámos conhecimento de tal possibilidade!

– a euforia encarnada – e o paraíso cavaquista que então se vivia à custa dos dinheiros de bruxelas – tinham enchido por completo a maioria dos restaurantes da ‘baixa’ lisboeta. arrajámos lugar na ‘lagosta real’ onde quem lá estava(?) era sousa cintra (de novo) em animado convívio com o autarca mor de ‘aljezur’, na costa vicentina. (sousa cintra nunca brincava em serviço!);

Juntemos agora estes elementos soltos, num só.

Terminado o repasto e tendo jsc tratado dos ‘negócios’ que tinha a tratar zarpámos, os três, para ‘lavar a vista’ e beber um ‘whisquinho’ no, onde é que poderia ser?, ‘elefante branco’.

Quem lá estava, para além de uma enorme multidão?

A  equipa de arbitragem chefiada por langenhove, césar correia e alder dante, que os acompanhavam, e dois funcionários do ‘benfica’, sendo um deles…loura e bonitinha…

Quando me dirigi à mesa para os cumprimentar, marcel puxou-me de lado e perguntou-me:

– oiça lá, o golo foi com a mão?…

Tentando meter água na fervura, respondi-lhe que estivesse tranquilo, pois só muito depois de ter saído do estádio e ter tido conhecimento do que as imagens revelavam é que eu próprio me apercebera de tal possibilidade. daí ele poder ficar sem  qualquer peso na consciência pois se algo de irregular houvera tinha sido algo que humanamente lhe escapara, como a milhares que assistiam ao jogo no estádio.

Aproveitei ainda o momento para lhe apresentar o presidente do ‘sporting’, pessoa com quem se poderia vir a cruzar no futuro, o qual não perdeu a oportunidade para enquanto lhe apertava a mão dizer em português: ‘ vocês (árbitros) são todos iguais! sempre a gamar para o lado do ‘benfica’!

Depois desta tirada resolvi sair pela esquerda baixa e…ir para a cama. sozinho.

Posted by antonio boronha at 5:33 PM

in

http://antonioboronha.blogspot.com/2010/03/estorias-da-bola-quarenta-e-um.html?zx=cd240817327ddcf0

Benfica 0 AC Milan 1 (1989)

Final da Taça dos Clubes Campeões Europeus (Viena – 1989)

AC Milan 1 – Benfica 0