Jorge Gonçalves assume corromper árbitros

O antigo presidente do Sporting Clube de Portugal, assumiu em declarações à BOLA ter corrompido árbitros durante o período em que liderou os leões.

«PAGUEI A ÁRBITROS PARA FAVORECEREM O SPORTING COMO PAGARAM OS DIRIGENTES DE QUASE TODOS OS CLUBES E SITUAÇÕES HOUVE EM QUE O ADVERSÁRIO PAGOU MAIS DO QUE EU».

in A bola magazine, n.º128/Janeiro de 1998

Selecção Nacional – treinadores e convocados em fases finais

Relação entre os treinadores e os jogadores dos 3 GRANDES convocados para Fases Finais de Europeus e Mundiais em que a Selecção Nacional participou.

MUNDIAL 1966

Treinador: Otto Glória

Sporting – 8 jogadores

Benfica – 7 jogadores

Porto – 3 jogadores

EURO 1984

Treinador: Fernando Cabrita

Porto – 9 jogadores

Benfica – 9 jogadores

Sporting – 1 jogador

MUNDIAL 1986

Treinador:

Porto – 6 jogadores

Benfica – 6 jogadores

Sporting – 4 jogadores

EUROPEU 1996

Treinador: António Oliveira

Porto – 5 jogadores

Sporting – 3 jogadores

Benfica – 3 jogadores

EUROPEU 2000

Treinador: Humberto Coelho

Porto – 4 jogadores

Sporting – 3 jogadores

Benfica – 2 jogadores

MUNDIAL 2002

Treinador: António Oliveira

Sporting – 7 jogadores

Porto – 3 jogadores

Benfica – 1 jogador

EUROPEU 2004

Treinador: Scolari

Porto – 6 jogadores

Benfica – 6 jogadores

Sporting – 3 jogadores

MUNDIAL 2006

Treinador: Scolari

Benfica – 4 jogadores

Sporting – 2 jogadores

Porto – 1 jogador

EUROPEU 2008

Treinador: Scolari

Porto – 5 jogadores

Sporting – 3 jogadores

Benfica – 2 jogadores

MUNDIAL 2010

Treinador Carlos Queiroz

Porto – 4 jogadores

Sporting – 3 jogadores

Benfica – 2 jogadores

Entrevista d’a Bola a José Mourinho – 1ª parte (FC Porto)

31/12/2010 – A BOLA

Entrevista realizada pelo jornal “A Bola” ao técnico português José Mourinho.

«Ganhei muito em ter ido para o FC Porto e reconhecê-lo-ei para sempre!»


«A saída do FC Porto para o Chelsea fez com que a minha vida deixasse de ser perfeita.»


1ª Parte (FC Porto)

Sobre com quem falava de futebol no Porto, em comparação com o Real Madrid.

JM: Estava habituado a trabalhar em clubes onde as minhas relações eram directas.

AB: Com o presidente?

JM: No Porto, era eu com o presidente. Nem director desportivo tinhamos.

AB: Fala com quem no Real?

JM: Prefiro falar com o presidente..

AB: Se não falar com o presidente, não tem interlocutor?

JM: Ou tenho demasiados..

Ainda comparações com o Real Madrid.

JM: Quando ganhei a Champions no pelo FC Porto, pensava que tinha sido a tarefa hercúlea da minha vida. Depois ganho com o Inter e penso ainda mais, em função dos adversários que nos apareceram e da qualidade da equipa. Pensei: ok, bati no topo. A partir de agora vai ser tudo mais fácil.

AB: É mais difícil ganhar a Champions este ano com o Real Madrid do que foi ganhar com o FC Porto ou o Inter?

JM: Não quero ir tanto nessa direcção porque a qualidade dos jogadores é superior. Quando a qualidade dos jogadores continua a ser um aspecto importante na construção de uma equipa e no desenvolvimento de uma equipa de futebol, não posso dizer isso. Seria contraditório com a qualidade da minha equipa. Nunca tive um Cristiano Ronaldo nas minhas equipas anteriores, nunca tive um Xabi Alonso a fazer passes de 40 metros de olhos fechados.

JM: Em tudo que é estrutura à volta de uma equipa e as estruturas que contribuem para que uma equipa ganhe, é uma missão mais difícil.

AB: Até pode ser Mourinho a ajudar o clube a mudar?

JM: Espero que sim. Foi para isso que vim.

AB: O FC Porto tem uma estrutura que protege a equipa. É uma estrutura mais forte do que a que encontrou no Real Madrid?

JM: Encontrei o FC Porto que dominou em Portugal nos últimos 20 anos. com uma estrutura mental, emotiva e princípios básicos. O que aconteceu quando eu lá estive foi uma modernização dessas estruturas, uma modernização da estrutura mental que dominava todas as outras.

AB: Foi iniciada por si?

JM: Acho que sim. Com gente de grande competência, inteligência e dedicação.

Os melhores jogadores do campeonato português segundo José Mourinho

AB: Esta época tem-lhe despertado o olho para algum jogador no campeonato português?

JM: Quando foi a eliminatória do SC Braga com o Sevilha gostei muito do Sílvio. Nem o conhecia, nem sabia que era português, quantos anos tinha. É o tipo de lateral de que gosto: sabe defender, fechar os espaços interiores, tem qualidade, técnica, virtuosismo, gosta de atacar. Gostei muito.

JM: Depois os outros são jogadores que conhecemos. Falcao é óptimo atacante e Hulk também. São grandes em Portugal, mas se forem para o estrangeiro também têm condições para vencer.

«No FC Porto, o normal é ganhar, o anormal é não ganhar»


«É um clube (o FC Porto) que, no futebol português, está feito para ganhar.»


Sobre o campeonato português

AB: Sente que no final de uma primeira época com bons resultados há o perigo de a segunda não ser tão boa?

JM: As exigências e os desafios são diferentes. Lembro-me que na minha segunda época no FC Porto decidi mudar o sistema de jogo.

AB: Está surpreendido com o desempenho de André Villas-Boas?

JM: Não.

AB: Porquê?

JM: Porque no FC Porto, o normal é ganhar, o anormar é não ganhar.

AB: Qual acha que é a contribuição dele para o actual desempenho e resultado da equipa?

JM: É a contribuição de qualquer treinador do FC Porto, obviamente. O treinador que ganha tem a responsabilidade na vitória, o treinador que perde tem responsabilidade na derrota. E nos últimos anos, no FC Porto, os treinadores que têm feito a diferença não são aqueles que ganham os campeonatos, são aqueles que não ganham os campeonatos.

AB: Mário Wilson dizia que quem treina o Benfica arrisca-se a ser campeão. É o mesmo com o FC Porto?

JM: Também tem de ter mérito. Mas é um clube que, no futebol português, está feito para ganhar.

(em actualização)

Mourinho elege FC Porto como uma das melhores equipas de sempre

Entrevista a José Mourinho realizada em Maio de 2010

Jornal AS

Guillem Balagué y Manu Saiz | 28-05-2010 – 07:00

¿Quién es su entrenador favorito?

Van Gaal.

¿Y el mejor equipo que ha habido en la historia?

Para mí hay varios. Están la selección de Brasil que disputó el Mundial de España, la Holanda de 1974, el Ajax que tuvo a Cruyff como jugador, el Barcelona del año pasado y el Oporto del 2004.

¿Quién ha sido el mejor futbolista de la historia?

Mi padre dice que Alfredo Di Stéfano, pero yo sólo le he visto en vídeo. De mi generación no me puedo quedar sólo con uno. Estarían Pelé, Maradona, Beckenbauer, el Ronaldo que jugó en el Barcelona, Zidane, Eusebio…

¿Cuál es el jugador que más le ha sorprendido?

Son dos: Zanetti y Figo. Para mí ha sido un orgullo entrenar a futbolistas como ellos en el tramo final de sus carreras. Era espectacular su profesionalidad y su forma de trabajar. Son un ejemplo para todos.

¿Cuál ha sido hasta ahora el mejor momento de su carrera?

El momento más feliz fue la final de la Copa de la UEFA que gané en Sevilla como entrenador del Oporto. Ningún otro título me hizo tanta ilusión como ese. Fue la mayor ilusión de mi carrera.

¿La persona que más le ha marcado en su carrera?

No lo digo. Ésta prefiero no responderla.

¿A qué jugador le gustaría entrenar algún día?

Lo voy a decir porque es imposible. Me gustaría entrenar a Rooney, tanto por cómo es como futbolista como por su mentalidad. Pero mi amigo Ferguson puede estar tranquilo porque es imposible.

¿Un sueño cumplido?

Todos.

¿Un sueño incumplido?

Ganar el gran slam (Liga española, italiana e inglesa), la tercera Champions y la Copa del Mundo como seleccionador de Portugal a los 70 años.

http://movil.as.com/noticia/futbol/estrella-rooney-gustaria-entrenarle-algun/dasftb/20100528dasdaiftb_18/Tes?seccion=futbol

6 mil adeptos num treino do FC Porto

Notícia: MAIS FUTEBOL

(01/01/2011)

Seis mil adeptos (sim, leu bem) no primeiro treino do F.C. Porto

Seis mil adeptos (sim, leu bem) no primeiro treino de 2011 marcaram os trabalhos do F.C. Porto neste sábado, no Dragão, de acordo com o clube azul e branco.

Os jogadores entraram no relvado debaixo de forte ovação, num claro sinal de confiança para o que falta da temporada, e durante uma hora e vinte minutos, o tempo da sessão de trabalho, os seis mil adeptos vibraram com todas as movimentações da equipa, sobretudo durante a peladinha. No final, os atletas retribuíram a dedicação dos adeptos.

Foi o último treino antes da recepção ao Nacional, relativa à primeira jornada da Terceira fase da Taça da Liga.

Cristian Rodríguez, Beto e Falcao são as baixas na equipa azul e branca, todos devido a lesão.

Notícia Mais futebol

 

Bernabé volta a ser agredido

Juan Bernabé afirma ter sido agredido na Luz

Por Sapo Desporto

O funcionário do Benfica que conduz a águia vitória antes dos encontros, disse, esta noite, que foi humilhado e agredido pelo chefe da segurança do Estádio da Luz. O advogado do espanhol criticou o comportamento dos seguranças e adiantou que as águias de Bernabé iriam ser retiradas do Estádio após o jogo.

A águia Vitória não fez a habitual aparição no Estádio da Luz, onde o Benfica venceu o Rio Ave por 5-2, e Juan Bernabé, comovido, revelou às rádios, o que aconteceu antes do encontro deste sábado.

“Estou sempre a ser humilhado. O chefe de segurança Rui Pereira dificulta sempre a vida”, explicou, visivelmente consternado.

Depois de ter relatado o sucedido, o funcionário espanhol terá sido agredido no túnel de acesso aos balneários.

O advogado de Bernabé confirmou a agressão a Juán Bernabé.

“Foi proibido de fazer voar a águia. Foi vedado o seu acesso por um segurança», afirmou Ricardo Felgueiras, que falou na Luz após o jogo, sem referir se foi dado algum argumento. «Foi agredido, deitado ao solo por três seguranças. Recebeu ordem directa do administrador, o senhor Domingos Soares Oliveira, para abandonar as instalações, se não ia saber quem ele era”, declarou Ricardo Felgueiras.

O advogado acrescentou ainda que Bernabé “trabalhou seis anos sem contrato e sem receber um cêntimo e que apenas tem contrato há coisa de um ano”, que será válido até 2013.

Do lado do Benfica, João Gabriel, director de comunicação do Benfica fez uma declaração sobre o sucedido, mas sempre sem referir o nome de Bernabé.

“Nesta casa ninguém está acima da instituição. Espero que não dêem destaque ao incidente que se passou porque não passou disso mesmo. Houve uma pessoa que não cumpriu as regras da casa e nesta casa ninguém está acima da instituição, nem o treinador, nem os dirigentes e essa pessoa também não”, atirou.

O advogado do espanhol, responsável pelo voo da águia Vitória, adiantou ainda que os animais iriam ser retirados do Estádio da Luz após o jogo.

http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2010/12/18/barnab_agredido_na_luz.html

Luís Filipe Vieira investigado pela PJ – suspeito de fraude no BPN

Notícia da revista “SÁBADO”

28 de Outubro/2010

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e o seu sócio e braço direito no grupo empresarial, Almerindo Duarte, são suspeitos de terem participado numa burla que prejudicou o Banco Português de Negócios (BPN) em 14 milhões de euros. A notícia é avançada pela revista “Sábado”.

De acordo com a “Sábado”, “na manhã de 30 de março deste ano, elementos da Polícia Judiciária e do Departamento Central de Investigação e Acção Penal fizeram-lhe buscas às suas duas casas (uma situada em Oeiras, outra em Corroios) e à sede do grupo Inland/Promovalor, que lhe pertence”.

Os investigadores deslocaram-se ainda ao “Estoril, onde está localizada a residência particular de Almerindo Duarte”.

A operação judicial está a “coordenada pelo procurador Rosário Teixeira” . O inquérito em causa  “partiu de uma queixa ao MP e investiga indícios de burla e falsificação de documentos, no âmbito de um empréstimo bancário destinado a adquirir acções da Sociedade Lusa de Negócios que pertenciam ao líder benfiquista”.

http://www.record.xl.pt/fora_campo/interior.aspx?content_id=470514

Bernabé, tratador da águia do SLB agredido por Steward na Luz

Notícia do jornal A Bola de 18 de Outubro.

BERNABÉ AGREDIDO POR “STEWARD”

Aquilo que seria impossível de imaginar aconteceu: o tratador do símbolo do clube foi ontem agredido no seu estádio por um elemento da empresa que presta segurança no recinto (Prosegur).

A cena passou-se ao intervalo do jogo: um grupo de crianças carenciadas dirigiu-se a Juan Bernabé para tirar uma foto com o tratador da águia Vitória, atrás da baliza para onde o Benfica atacou na primeira parte. O espanhol acedeu ao pedido mas de pronto foi bloqueado por stewards. «Disseram-me que eu não podia estar naquela zona, mas eu mostrei a minha credencial que me permite aceder ao local», contou Bernabé aos jornalistas. Na discussão, o espanhol foi agredido, a águia soltou-se do braço e permaneceu no relvado a esvoaçar, enquanto o alvoroço continuava. Os adeptos não gostaram e protestaram de imediato.

Entretanto começou a segunda parte, mas no final do jogo Juan Bernabé relatou à imprensa ter pedido à PSP para «identificar quatro stewards, dois deles supervisores», garantindo ainda que irá apresentar queixa contra os agressores. Admitiu ainda ter «reagido» fisicamente às agressões.

«Estou chocado e indignado com tudo o que aconteceu», afirmou Juan Bernabé. Até à hora do fecho da edição não foi possível ter uma reacção da Prosegur.

Aqui está a fotografia do jornal A BOLA com a notícia:

Declarações de Vítor Baia 2

 

O vídeo com as declarações de Vítor Baía na EB 2/3 Nicolau Nasoni, no Porto.

Declarações de Vítor Baía

Declarações do antigo director das relações externas dos dragões, proferidas numa visita à EB 2/3 Nicolau Nasoni, no Porto.

Outubro/2010

Baía critica FC Porto: “Não valoriza os antigos jogadores”

21-10-2010 17:07

 

Vítor Baía teceu, este quinta-feira, e de forma surpreendente, duras críticas ao modo de actuação do FC Porto para com os seus “antigos jogadores” e chegou mesmo ao ponto de afirmar que a sua carreira poderia ter tomado proporções ainda maiores se, em vez de ter jogado nos “dragões”, tivesse envergado a camisola de Benfica ou Sporting.

“Se tivesse feito um percurso no Benfica ou no Sporting, a minha carreira teria tido outra projecção”, confessou, numa visita a uma escola.

Ora, o antigo guarda-redes e ex-dirigente dos “azuis-e-brancos” deixou, então, o reparo ao clube que representou enquanto jogador e, mais tarde, enquanto Director de Relações Externas.

“O FC Porto é um clube muito fechado em si próprio, que não valoriza tanto como devia os antigos jogadores, aqueles que tanto lhe deram”.

in RR

_________________________

Baía diz que teria mais projecção no Benfica ou Sporting

Vítor Baía considerou, ontem, que a sua carreira teria muito maior projecção se tivesse sido feita com a camisola do Benfica ou do Sporting. Disse ainda que o FC Porto é um clube “fechado em si próprio” que não valoriza “tanto como devia” os seus antigos craques.

Declarações do antigo director das relações externas dos dragões, proferidas numa visita à EB 2/3 Nicolau Nasoni, no Porto. “Se aquilo que consegui no FC Porto tivesse sido no Benfica ou no Sporting, acredito que teria outra dimensão, não tenho dúvidas. Se calhar isso tem a ver com o facto de o nosso clube ser muito fechado, de ter uma estratégia para dentro. Isso não ajuda. Perdemos uma oportunidade de ouro, quando fomos campeões europeus, de nos abrirmos bem mais do que fizemos. O nosso clube não faz tudo que está ao seu alcance para potenciar a imagem dos seus jogadores actuais e dos que deram muito ao clube”, criticou.

O ex-número 99 dos dragões teceu, ainda, um comentário sobre o actual dono da baliza do FC Porto. “A melhor época do Helton foi a que coincidiu com o meu último ano de jogador. Tive a oportunidade de lhe passar muitos conhecimentos”.

Sobre treinadores, Baía confessou que Artur Jorge, “por ter apostado num jovem de 18 anos para a baliza”, Carlos Alberto Silva, Bobby Robson e Fernando Santos foram os que mais marcaram a sua carreira profissional. Esqueceu Mourinho? “Esse é a cereja no topo do bolo. É o melhor do mundo”, disse, um dia depois de a Federação de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) o ter considerado o 15º melhor guarda-redes dos últimos 25 anos. Buffon foi eleito o melhor.

http://www.ojogo.pt/26-295/artigo892310.asp