Posts from the ‘FC Porto’ Category

FC PORTO – Este é o nosso destino!

Vídeo dedicado às conquistas e finais internacionais do FC Porto.

Música de Ricardo Oliveira: “O Porto está na Rua” (versão soul)

FC Porto ultrapassa SL Benfica em número de títulos

****

O FC Porto com a conquista da Taça de Portugal frente ao Vitória SC por 6-2, tornou-se no clube com mais títulos no futebol português totalizando agora 69 contra 68 do SL Benfica.

Existe uma polémica recente sobre este número de títulos, que no entanto não tem qq razão de ser, pois a Taça Latina agora adicionada aos títulos do SL Benfica, não é nem nunca foi um título oficial reconhecido pelas instituições que regem o futebol nacional e internacional.

Aliás diga-se que consultando diversas fontes e diversos orgãos de CS portugueses, observa-se claramente que até há muito pouco tempo não havia qualquer referência a essa Taça latina. Consultando também bibliografia desportiva a mesma taça não é referida como sendo um orgão oficial. Para quem não sabe esta taça organizada entre 1949 e 1957 funcionava como um torneio de pré-época, sendo os participantes convidados, não necessariamente os campeões dos respectivos países. O FC Porto foi por exemplo campeão em 1955/56 sendo depois o SL Benfica convidado para essa taça.

Aqui fica o quadro com o número de títulos:

SL BENFICA = 68

– Taça dos Campeões Europeus: 2 (1960/61 e 1961/62).

– Campeonato Nacional: 32 (1935/36, 1936/37, 1937/38, 1941/42, 1942/43, 1944/45, 1949/50, 1954/55, 1956/57, 1959/60, 1960/61, 1962/63, 1963/64, 1964/65, 1966/67, 1967/78, 1968/69, 1970/71, 1971/72, 1972/73, 1974/75, 1975/76, 1976/77, 1980/81, 1982/83, 1983/84, 1986/87, 1988/89, 1990/91, 1993/94, 2004/05 e 2009/10).

– Taça de Portugal: 24 (1939/40, 1942/43, 1943/44, 1948/49, 1950/51, 1951/52, 1952/53, 1954/55, 1956/57, 1958/59, 1961/62, 1963/64, 1968/69, 1969/70, 1971/72, 1979/80, 1980/81, 1982/83, 1984/85, 1985/86, 1986/87, 1992/93, 1995/96 e 2003/04).

– Taça da Liga: 3 (2008/09, 2009/10 e 2010/11).

– Supertaça: 4 (1979/80, 1984/85, 1988/89 e 2004/05).

– Campeonato de Portugal:3 (1929/30, 1930/31 e 1934/35).

FC PORTO = 69

– Taça dos Campeões Europeus: 2 (1986/87 e 03/04).

– Taça UEFA: 1 (2002/03).

– Liga Europa: 1 (2010/11).

– Taça Intercontinental: 2 (1987/88 e 04/05).

– Supertaça Europeia: 1 (1987/88).

– Campeonato nacional: 25 (1934/35, 1938/39, 1939/40, 1955/56, 1958/59, 1977/78, 1978/79, 1984/85, 1985/86, 1987/88, 1989/90, 1991/92, 1992/93, 1994/95, 1995/96, 1996/97, 1997/98, 1998/99, 2002/03, 2003/04, 2005/06, 2006/07, 2007/08, 2008/09 e 2010/11).

– Taça de Portugal: 15 (1955/56, 1957/58, 1967/68, 1976/77, 1983/84, 1987/88, 1990/91, 1993/94, 1997/98, 1999/00, 2000/01, 2002/03, 2005/06, 2008/09 e 2009/10).

– Supertaça: 17 (1980/81, 1982/83, 1983/84, 1985/86, 1989/90, 1990/91, 1992/93, 1993/94, 1995/96, 1997/98, 1998/99, 2000/01, 2002/03, 2003/04, 2005/06, 2008/09 e 2009/10).

– Campeonato de Portugal: 4 (1921/22, 1924/25, 1931/32 e 1936/37).

____________________________________________________________________________

Troféus oficiais conquistados por clubes portugueses

1.º – FC Porto, 69 títulos
2.º – Benfica, 68
3.º – Sporting, 45
4.º – Boavista, 9
5.º – Belenenses, 7

****

Fontes:

Expresso

TSF

Jornal I

O JOGO

Rádio Renascença (RR)

SIC Notícias

Jornal de Notícias (JN)

UEFA 1

UEFA 2

FC Porto ultrapassa SL Benfica em número de títulos (2ª parte)


****

Algumas fontes que confirmam a tese de que a Taça Latina ainda há pouco tempo não era considerada na contagem de títulos:

DN – Diário de Notícias (21/10/2010)

“FC Porto a um título de igualar o Benfica”

Na notícia que se pode consultar no seguinte link, vem a contagem de título onde não há referência alguma ao torneio particular denominado: Taça Latina.

http://www.dn.pt/desporto/interior.aspx?content_id=1524388

****

SAPO DESPORTO (04/10/2010)

“Águias com mais um título que os Dragões”

Mais uma notícia do ano passado onde se faz a contagem dos títulos sem se contabilizar a Taça Latina, embora se faça uma referência à mesma, mas não considerando um troféu oficial. Aliás diga-se a propósito que a maioria dos orgãos de CS que agora contabilizam a Taça Latina não têm a a coragem de dizer que é OFICIAL.

http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2010/11/04/_guias_com_mais_um_t_tulo_do_que.html

****

TSF – Rádio (20/05/2011)

“FC Porto pode assumir topo da hierarquia nacional de troféus”

Esta notícia bastante mais recente esclarece o porquê da contabilização. E cito:

«A conquista da Liga Europa elevou para 68 o número de troféus somados pelo FC Porto e fez com que os “dragões” igualassem o rival Benfica, que iniciou a actual temporada com mais dois troféus que os portistas (67 contra 65).»

«Apesar de ter sido a antecâmara da Taça dos Campeões Europeus, a Taça Latina, conquistada pelos “encarnados”, em 1949/50, ficou de fora desta contabilidade por não ser considerada uma competição oficial.»

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=1856866&tag=FC%20Porto&page=1

****

Não tendo agora dúvidas sobre quem lidera o ranking de troféus:

“FC Porto é o clube com mais troféus conquistados”

«Poucos dias depois da conquista da Liga Europa, o FC Porto arrebatou hoje no Estádio Nacional, em Oeiras, o seu 69.º troféu, o que fez com que os “dragões” superassem o “rival” Benfica, que iniciou a actual temporada com mais dois troféus do que os portistas (67 contra 65).»

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=1858670

****

A própria WIKIPEDIA parece mais esclarecida que alguns orgãos de Comunicação Social:

«Durante o início dos anos cinqüenta, a Copa Latina foi um importante torneio de Futebol na Europa, este torneio nunca foi reconhecido como oficial, funcionando por convite, sendo equivalente aos torneios realizados no inicio da época um pouco por todo o mundo.»

****

Fórum Relvado (04/11/2010)

FC Porto-Benfica – Águias com mais um título do que Dragões”

O fórum de futebol relvado que agora anuncia com pompa e circunstância que o FC Porto igualou o SL Benfica em número de troféus há apenas 7 meses tinha uma versão ligeiramente diferente. Numa notícia cuja fonte é a agência noticiosa LUSA este fórum apresenta a contabilidade segundo o critério que sempre se utilizou até estas últimas semanas..

http://relvado.aeiou.pt/1-liga/fc-porto-benfica-aguias-com-mais-um-titulo-que-dragoes

****

JN – Jornal de Notícias (26/10/2010)

F. C. Porto já passou Sporting em número de títulos há dez anos”

Numa notícia do Jornal de Notícias de Outubro também se fez a contabilidade títulos. Na altura o destaque eram os 10 anos passados sobre a ultrapassagem ao Sporting. Com toda a naturalidade indicavam o número de títulos de FC Porto e Benfica:

«Na última década, os dragões conquistaram mais 20 títulos, chegando a um total de 66, a um dos 67 que o Benfica possui.»

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=1720549

****

Futebol 365 (04/11/2010)

Também citando a LUSA este conhecido site de futebol apresentava a mesma contabilidade que outros orgãos de CS.

http://www.futebol365.pt/noticias/artigo.asp?ID=33866&CAT=Benfica

****

Há um ano atrás, depois do Benfica ser campeão e antes do FC Porto conquistar a Taça de Portugal era este o quadro que surgia nos jornais:

Mourinho: “Porto é demasiado forte para a Liga Europa”

Mourinho diz que F. C. Porto “é demasiado forte para a Liga Europa”

2011-04-14

José Mourinho considera que “o F. C. Porto é demasiado forte” para a Liga Europa e manifesta-se contra a passagem de equipas eliminadas na “Champions” para a antiga Taça UEFA.

José Mourinho está também atento à carreira do Benfica e do Braga na Liga Europa, que esta noite têm a possibilidade de fazer história, apurando-se para as meias-finais da competição.

“Espero que sigam as três em frente”, disse José Mourinho, quarta-feira à noite, após a vitória, 1-0, em Londres, que apurou o Real Madrid para a meia-final da Liga dos Campeões, na qual vai defrontar o Barcelona.

José Mourinho considerou que “o F. C. Porto é uma equipa de nível de Champions, demasiado forte para a Liga Europa”, e mostrou-se contra a passagem para esta prova de conjuntos eliminados na Liga dos Campeões, como é o caso de Benfica e Braga.

“Uma equipa não devia jogar duas competições europeias na mesma época. Mas o Braga, com uma carreira espectacular, que na Champions também esteve espectacular, continua ao mesmo nível, disse Mourinho.

O Benfica “foi eliminado da Champions num grupo onde não o devia ter sido, mas agora também está bem”, argumento José Mourinho.

Cristiano Ronaldo, que marcou o golo da vitória do Real Madrid em Londres, frente ao Tottenham, desejou a passagem de Benfica, Braga e F. C. Porto às meias-finais da Liga Europa.

Ronaldo diz que segue o futebol português, “em especial o Sporting”, equipa pela qual tem “mais carinho” e considerou que “o F. C. Porto foi um justo campeão”.

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=1830384

Futebol Nacional – 1992/1993

Uma série de vídeos que resumem a época de 1992/1993 narrados por Gabriel Alves.

Introdução

FC PORTO

Uma equipa onde brilhava Vitor Baía, Timofte, João Pinto, Domingos e Kostadinov. Comandado pelo técnico brasileiro Carlos Alberto Silva. Não perdeu nenhum jogo com Sporting e Benfica. Foi a época da célebre derrota em casa com o FC Famalicão, num jogo onde fez mais de 40 remates! O FC Porto sagrou-se campeão nacional.

SPORTING + BENFICA

Um Sporting comandado por Bobby Robson, tendo como adjunto José Mourinho. Teve o melhor marcador do campeonato: Jorge Cadete. Cherbakov marcou o considerado golo do ano, após fantástico remate de primeira fora da área. Balakov era outra das figuras da equipa a par de Yordanov.

No Benfica tivemos a contratação de Paulo Futre, que no entanto esteve longe de brilhar como tinha feito anos antes no FC Porto. Rui Águas era uma das referências no eixo de ataque benfiquista.  Tal como João Vieira Pinto, que no ano seguinte faria uma época em grande nível. Toni assumiu a liderança da equipa à 10ª jornada.

BOAVISTA + MARÍTIMO

O Boavista acabou a época em 4º lugar orientado por Manuel José. Tinha em Artur uma das grandes figuras da equipa. Jogador que mais tarde iria ser transferido para o FC Porto. Ricky continuava a ser um dos nomes sonantes do conjunto axedrezado.

O Marítimo ficou em 5º lugar, a sua melhor classificação de sempre. Paulo Autuori era o treinador dos madeirenses. Um equipa de ataque e que dava espectáculo. Ademir era uma das figuras, tal como Edmilson e Jorge Andrade – melhor marcador da equipa.

FAMALICÃO – SALGUEIROS + ESTORIL + BEIRA-MAR

O Famalicão foi a única a vencer nas Antas com um golo de Vieira. Venceu em casa o Benfica com um golo do defesa central Freitas. O melhor marcador da equipa foi Mitharsky. O treinador era José Romão.

Entrevista – José Mourinho (tvi24 – 2010)

Entrevista realizada a José Mourinho pela TVI24 no inicio da época 2010/11.

Algumas das frases marcantes:

FC Porto

«É um clube marcante na minha carreira. É o clube fulcral da minha carreira.»

«Aqueles 2 anos foram inesquecíveis!»

«Foi mais marcante ganhar a champions pelo Porto.»

«Foi a história mais brilhante do Porto.»

Chelsea

«Era o clube odiado, era o clube a abater, era aquele que não podia ganhar.»

«Inglaterra é o país por excelência do futebol. É onde quero passar muito tempo.»

Inter

«Não eramos os melhores»

«Era um grupo frustrado»

«Eram jogadores fantásticos que nunca tinham  jogado umas meias-finais da champions.»

«O Barcelona é a melhor equipa do mundo!»

«O Inter (em Barcelona) não meteu o  autocarro, meteu airbus.»

Real Madrid

«Acho que o Real escolheu o perfil de treinador correcto.»

«Não preciso de provar nada.»

«O Barcelona está no mais alto nível  de sempre.»

Futebol português

«Trabalho espectacular no Braga. É uma enorme  satisfação ver o sucesso que teve (o Domingos). Trabalho fantástico.»

«O Porto não é campeão (…) para gente ganhadora,  para gente que gosta de ganhar é um cenário dramático. O Porto vai seguramente querer ganhar o campeonato.»

«Que corra tudo bem. Que tenha muita sorte!» (sobre AVB)

Selecção Nacional

«Portugal ser campeão do mundo, nunca o disse com grande convicção mas pensei ser possível.»
«A eliminação com a Espanha encarei-a com naturalidade, pois Espanha era a melhor equipa.»

«A melhor equipa portuguesa dos últimos tempos (a de 2004) era um bloco.»

(a tua equipa?..)

Diversos

«Não era benfiquista, nem sportinguista, nem portista» (sobre o seu clube)

«As champions marcaram-no profundamente. Gosta do Porto obviamente.» (sobre o filho)

«Nós escrevemos a letra da célebre música “os filhos do Dragão”. Escrevi eu, o Dr. Puga, Antero Henrique e o Rui Faria. Fomos nós! Demos continuidade a esta ambição de fazer o Porto campeão.» (sobre a música os “filhos do dragão”.)

Entrevista d’a Bola a José Mourinho – 1ª parte (FC Porto)

31/12/2010 – A BOLA

Entrevista realizada pelo jornal “A Bola” ao técnico português José Mourinho.

«Ganhei muito em ter ido para o FC Porto e reconhecê-lo-ei para sempre!»


«A saída do FC Porto para o Chelsea fez com que a minha vida deixasse de ser perfeita.»


1ª Parte (FC Porto)

Sobre com quem falava de futebol no Porto, em comparação com o Real Madrid.

JM: Estava habituado a trabalhar em clubes onde as minhas relações eram directas.

AB: Com o presidente?

JM: No Porto, era eu com o presidente. Nem director desportivo tinhamos.

AB: Fala com quem no Real?

JM: Prefiro falar com o presidente..

AB: Se não falar com o presidente, não tem interlocutor?

JM: Ou tenho demasiados..

Ainda comparações com o Real Madrid.

JM: Quando ganhei a Champions no pelo FC Porto, pensava que tinha sido a tarefa hercúlea da minha vida. Depois ganho com o Inter e penso ainda mais, em função dos adversários que nos apareceram e da qualidade da equipa. Pensei: ok, bati no topo. A partir de agora vai ser tudo mais fácil.

AB: É mais difícil ganhar a Champions este ano com o Real Madrid do que foi ganhar com o FC Porto ou o Inter?

JM: Não quero ir tanto nessa direcção porque a qualidade dos jogadores é superior. Quando a qualidade dos jogadores continua a ser um aspecto importante na construção de uma equipa e no desenvolvimento de uma equipa de futebol, não posso dizer isso. Seria contraditório com a qualidade da minha equipa. Nunca tive um Cristiano Ronaldo nas minhas equipas anteriores, nunca tive um Xabi Alonso a fazer passes de 40 metros de olhos fechados.

JM: Em tudo que é estrutura à volta de uma equipa e as estruturas que contribuem para que uma equipa ganhe, é uma missão mais difícil.

AB: Até pode ser Mourinho a ajudar o clube a mudar?

JM: Espero que sim. Foi para isso que vim.

AB: O FC Porto tem uma estrutura que protege a equipa. É uma estrutura mais forte do que a que encontrou no Real Madrid?

JM: Encontrei o FC Porto que dominou em Portugal nos últimos 20 anos. com uma estrutura mental, emotiva e princípios básicos. O que aconteceu quando eu lá estive foi uma modernização dessas estruturas, uma modernização da estrutura mental que dominava todas as outras.

AB: Foi iniciada por si?

JM: Acho que sim. Com gente de grande competência, inteligência e dedicação.

Os melhores jogadores do campeonato português segundo José Mourinho

AB: Esta época tem-lhe despertado o olho para algum jogador no campeonato português?

JM: Quando foi a eliminatória do SC Braga com o Sevilha gostei muito do Sílvio. Nem o conhecia, nem sabia que era português, quantos anos tinha. É o tipo de lateral de que gosto: sabe defender, fechar os espaços interiores, tem qualidade, técnica, virtuosismo, gosta de atacar. Gostei muito.

JM: Depois os outros são jogadores que conhecemos. Falcao é óptimo atacante e Hulk também. São grandes em Portugal, mas se forem para o estrangeiro também têm condições para vencer.

«No FC Porto, o normal é ganhar, o anormal é não ganhar»


«É um clube (o FC Porto) que, no futebol português, está feito para ganhar.»


Sobre o campeonato português

AB: Sente que no final de uma primeira época com bons resultados há o perigo de a segunda não ser tão boa?

JM: As exigências e os desafios são diferentes. Lembro-me que na minha segunda época no FC Porto decidi mudar o sistema de jogo.

AB: Está surpreendido com o desempenho de André Villas-Boas?

JM: Não.

AB: Porquê?

JM: Porque no FC Porto, o normal é ganhar, o anormar é não ganhar.

AB: Qual acha que é a contribuição dele para o actual desempenho e resultado da equipa?

JM: É a contribuição de qualquer treinador do FC Porto, obviamente. O treinador que ganha tem a responsabilidade na vitória, o treinador que perde tem responsabilidade na derrota. E nos últimos anos, no FC Porto, os treinadores que têm feito a diferença não são aqueles que ganham os campeonatos, são aqueles que não ganham os campeonatos.

AB: Mário Wilson dizia que quem treina o Benfica arrisca-se a ser campeão. É o mesmo com o FC Porto?

JM: Também tem de ter mérito. Mas é um clube que, no futebol português, está feito para ganhar.

(em actualização)