Posts from the ‘Jorge Jesus’ Category

FC Porto ultrapassa SL Benfica em número de títulos

****

O FC Porto com a conquista da Taça de Portugal frente ao Vitória SC por 6-2, tornou-se no clube com mais títulos no futebol português totalizando agora 69 contra 68 do SL Benfica.

Existe uma polémica recente sobre este número de títulos, que no entanto não tem qq razão de ser, pois a Taça Latina agora adicionada aos títulos do SL Benfica, não é nem nunca foi um título oficial reconhecido pelas instituições que regem o futebol nacional e internacional.

Aliás diga-se que consultando diversas fontes e diversos orgãos de CS portugueses, observa-se claramente que até há muito pouco tempo não havia qualquer referência a essa Taça latina. Consultando também bibliografia desportiva a mesma taça não é referida como sendo um orgão oficial. Para quem não sabe esta taça organizada entre 1949 e 1957 funcionava como um torneio de pré-época, sendo os participantes convidados, não necessariamente os campeões dos respectivos países. O FC Porto foi por exemplo campeão em 1955/56 sendo depois o SL Benfica convidado para essa taça.

Aqui fica o quadro com o número de títulos:

SL BENFICA = 68

– Taça dos Campeões Europeus: 2 (1960/61 e 1961/62).

– Campeonato Nacional: 32 (1935/36, 1936/37, 1937/38, 1941/42, 1942/43, 1944/45, 1949/50, 1954/55, 1956/57, 1959/60, 1960/61, 1962/63, 1963/64, 1964/65, 1966/67, 1967/78, 1968/69, 1970/71, 1971/72, 1972/73, 1974/75, 1975/76, 1976/77, 1980/81, 1982/83, 1983/84, 1986/87, 1988/89, 1990/91, 1993/94, 2004/05 e 2009/10).

– Taça de Portugal: 24 (1939/40, 1942/43, 1943/44, 1948/49, 1950/51, 1951/52, 1952/53, 1954/55, 1956/57, 1958/59, 1961/62, 1963/64, 1968/69, 1969/70, 1971/72, 1979/80, 1980/81, 1982/83, 1984/85, 1985/86, 1986/87, 1992/93, 1995/96 e 2003/04).

– Taça da Liga: 3 (2008/09, 2009/10 e 2010/11).

– Supertaça: 4 (1979/80, 1984/85, 1988/89 e 2004/05).

– Campeonato de Portugal:3 (1929/30, 1930/31 e 1934/35).

FC PORTO = 69

– Taça dos Campeões Europeus: 2 (1986/87 e 03/04).

– Taça UEFA: 1 (2002/03).

– Liga Europa: 1 (2010/11).

– Taça Intercontinental: 2 (1987/88 e 04/05).

– Supertaça Europeia: 1 (1987/88).

– Campeonato nacional: 25 (1934/35, 1938/39, 1939/40, 1955/56, 1958/59, 1977/78, 1978/79, 1984/85, 1985/86, 1987/88, 1989/90, 1991/92, 1992/93, 1994/95, 1995/96, 1996/97, 1997/98, 1998/99, 2002/03, 2003/04, 2005/06, 2006/07, 2007/08, 2008/09 e 2010/11).

– Taça de Portugal: 15 (1955/56, 1957/58, 1967/68, 1976/77, 1983/84, 1987/88, 1990/91, 1993/94, 1997/98, 1999/00, 2000/01, 2002/03, 2005/06, 2008/09 e 2009/10).

– Supertaça: 17 (1980/81, 1982/83, 1983/84, 1985/86, 1989/90, 1990/91, 1992/93, 1993/94, 1995/96, 1997/98, 1998/99, 2000/01, 2002/03, 2003/04, 2005/06, 2008/09 e 2009/10).

– Campeonato de Portugal: 4 (1921/22, 1924/25, 1931/32 e 1936/37).

____________________________________________________________________________

Troféus oficiais conquistados por clubes portugueses

1.º – FC Porto, 69 títulos
2.º – Benfica, 68
3.º – Sporting, 45
4.º – Boavista, 9
5.º – Belenenses, 7

****

Fontes:

Expresso

TSF

Jornal I

O JOGO

Rádio Renascença (RR)

SIC Notícias

Jornal de Notícias (JN)

UEFA 1

UEFA 2

Anúncios

Jorge Jesus – Instrutora propôs dois meses de castigo a Jesus

 

JORGE MAIA

 

 O castigo de onze dias de suspensão e sete mil e quinhentos euros de multa aplicado a Jorge Jesus pela Comissão Disciplinar da Liga na sequência dos acontecimentos no final do Benfica-Nacional contrariou as conclusões e a proposta de pena constantes do relatório da instrutora responsável pela condução do processo e a que O JOGO teve acesso.

De facto, enquanto a instrutora – Drª Maria João Ribeiro – deu como provada a agressão de Jorge Jesus ao jogador do Nacional, concluindo ser “ajustado aplicar ao arguido Jorge Fernando Pinheiro de Jesus, treinador do Sport Lisboa e Benfica, Futebol SAD, as penas de suspensão de 2 (dois) meses e multa de € 6000 (seis mil euros)” a Comissão Disciplinar da Liga considerou que o treinador do Benfica apenas tentou agredir Luís Alberto, sem o ter conseguido.

Ao contrário, o acórdão final não faz qualquer referência à divergência de opiniões entre a instrutora e os juízes da Comissão Disciplinar. Contudo, o desacordo fica patente na análise dos factos considerados como provados e elencados quer no relatório da instrutora, quer no acórdão final. Aliás, o segundo transcreve quase integralmente o primeiro, com um par de excepções a partir do ponto 15.

O relatório elaborado pela instrutora do processo refere o seguinte nesse número:

“Em face do termo utilizado, e da insistência de Luís Alberto em falar com Jara, o arguido apanhou o jogador Luís Alberto de surpresa e, lançando o braço direito para a frente na direcção do jogador, atingiu-o com a mão direita”.

Um ponto de vista contrariado no acórdão final que, no mesmo ponto, refere: “Em face do termo utilizado e da insistência de Luís Alberto em falar com o Jara, o arguido apanhou o jogador Luís Alberto de surpresa e lançando o braço para a frente na direcção do jogador, não logrando atingi-lo com a mão direita”. Logo a seguir há mais uma divergência. Enquanto o relatório refere no ponto 16 que “como consequência desse gesto o jogador Luís Alberto foi tocado na parte esquerda do rosto e pescoço” acrescentando no ponto 17 que “na sequência do referido gesto do arguido, a cabeça do jogador Luís Alberto foi projectada com força para trás e para a direita”, o acórdão da CD ignora a menção ao eventual toque no rosto e pescoço de Luís Alberto para referir apenas que “na sequência do referido gesto do arguido, a cabeça do jogador Luís Alberto foi projectada para trás e para a direita”.

Tanto o relatório como o acórdão coincidem no que diz respeito aos factos não provados, não conseguindo determinar se “a mão do arguido, quando desferiu o gesto violento contra o jogador Luís Alberto, estava aberta, fechada ou semicerrada.

http://www.ojogo.pt/index.asp

Agressão de Jorge Jesus a Luís Alberto (Nacional)

Agressão do treinador do SL Benfica, Jorge Jesus, ao jogador do Nacional da Madeira, Luís Alberto, no final do jogo de ontem que terminou 4 – 2.

22/01/2011

Entrevista A Jorge Jesus (UEFA)

Entrevista de Jorge Jesus ao site da UEFA.

Setembro/2010